terça-feira, 7 de abril de 2009

A.I.

Li uma notícia no G1(site de notícias do Gobo.com) que é um tanto assustadora, mas de certa forma já esperávamos por isso, observando os avanços tecnológicos de nossa era.
Você deve ter assistido o filme A.I.(Inteligência Artificial) de Steven Spielberg, com Haley Joel Osment e Jude Law.
Num futuro próximo, quando os recursos naturais são escassos e há um rígido controle de natalidade, robôs são criados para quase todo tipo de função: trabalhos domésticos, de escritó-rio, fazer companhia e até sexo. Aí uma companhia criou o menino David (Haley Joel Osment), o primei-ro robô programado para amar - e amar incondicionalmente. Ele é adotado por um casal cujo filho é portador de uma doença terminal e foi congelado até que a cura seja encontrada. Gradualmente ele se torna um filho, com todo carinho e atenção deste tipo de relação, mas uma série de circunstâncias inesperadas tornam essa vida impossível para David. O filho humano é curado e o casal é obrigado a se desfazer do menino-robô. Rejeitado pelos humanos e pelos andróides, contando apenas com a ajuda do robô Gigolô Joe (Jude Law), ele inicia uma jornada para encontrar seu lugar num mundo onde a linha que o separa das outras máquinas pode ser assustadora imensa ou quase imperceptível.

A notícia que quero comentar é a criação de um robô com aparência humana, o CB2, programado para se comportar como uma criança. Com pele de silicone, 33 quilos, 1,3 metro, cinco motores e 197 sensores táteis, a máquina está sendo programada para se comportar como uma criança. Segundo o professor Minoru Asada, responsável pelo proje-to, o CB2 deve analisar as expressões faciais das mães e classificá-las como alegria e tristeza, por exemplo.
Chegamos a mais um avanço tecnológico que nos faz refletir se não estamos buscando tornar real tudo que era apenas ficção e que estavam nos filmes, sem pensarmos nas consequências. Não quero estar aqui quando eles criarem a Skynet(Rede de Computadores(!) do filme Terminator).

Um comentário:

Thais disse...

caracaaaaaaa legall!!!

Postar um comentário